Fluxo de Trabalho no Git

Cansado de programar?

Cansado(a) de quebrar a cabeça para aprender a programar Python de verdade?

Conheça a melhor e mais completa formação de Python e Django e sinta-se um programador verdadeiramente competente. Além de Python e Django, você também vai aprender Banco de Dados, SQL, HTML, CSS, Javascript, Bootstrap e muito mais!

Quero aprender Python e Django de Verdade! Quero aprender!
Suporte

Tire suas dúvidas diretamente com o professor

Suporte

Projetos práticos voltados para o mercado de trabalho

Suporte

Formação moderna com foco na prática profissional

Salve salve Pythonista!

Nesse post você vai aprender o fluxo de trabalho do Git!

Você verá:

  • Como realizar a configuração inicial do Git com o comando git init
  • Os estados do Fluxo de Trabalho do Git: Working Directory, Staging e Repository.
  • Como verificar o estado da sua branch com git status.
  • Adicionar arquivos à área de Staging com git add.
  • Como criar commits com git commit.
  • Como criar branches com git branch.
  • Como mesclar códigos de diferentes branches com git merge.
  • Como atualizar o repositório remoto com git push.
  • E muito mais!

Então vamos nessa!

Vá Direto ao Assunto…

Configuração Inicial do Git

Após a instalação do git, você deve definir seu usuário e email para que esses dados sejam utilizados pelo git ao criar um commit.

Fazemos isso através dos seguintes comandos:

1
2
git config --global user.name "Seu nome"
git config --global user.email [email protected]

Após ter feito isso, vá a pasta do projeto e use o comando git init para inicializar um novo repositório:

1
git init

Está curtindo esse conteúdo? :thumbsup:

Que tal receber 30 dias de conteúdo direto na sua Caixa de Entrada?

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Assine a PyDicas e receba 30 dias do melhor conteúdo Python direto na sua Caixa de Entrada: direto e sem enrolação!

Fluxo de trabalho no Git

Quando se está trabalhando localmente, o git representa seu repositório em três estados distintos.

Fluxo de trabalho no Git

O primeiro deles é a Working Directory que contém a versão atual dos arquivos do projeto.

O segundo é o Staging (Index), que funciona como uma área temporária que diz ao git o que irá em seu próximo commit.

Por último, temos o Repository (HEAD) que aponta para o último commit feito no repositório remoto.

O principal comando para determinar quais os estados atuais dos arquivos do projeto é:

1
git status

Para mover apenas um arquivo da Working Directory para o Staging, utilizamos:

1
git add <arquivo>

Ou, para mover todos os arquivos que foram modificados:

1
git add *

E para mover um arquivo do Staging para o Repository, criando um commit:

1
git commit -m "Mensagem do commit"
Jornada Python Jornada Python

Ramificações do projeto Git

Utilizamos as chamadas Branches para desenvolver código isoladamente.

Isto é, ao se trabalhar em uma branch, podemos testar e experimentar à vontade, sem interferir no trabalho de outros, bastando retornar à branch original para se ter a versão anterior do código.

A branch main (antigamente chamada de master) é a única branch e a branch “padrão” quando se cria um novo repositório.

O comando para se criar uma nova branch é o:

1
git branch <nome da branch>

Você pode mudar de branch utilizando o comando:

1
git checkout <nome da branch>

Visualmente, esse é o funcionamento de uma branch - uma ramificação no código:

Branches

Atualizando o servidor remoto Git

Ao finalizar o desenvolvimento de uma nova funcionalidade, mesclamos os códigos da branch que foi criada com a ramificação principal do projeto (main ou master).

Fazemos isso com o comando merge.

Esse comando pega as alterações de uma branch e as aplica à outra branch:

1
git merge <branch para mesclar>

Por exemplo, se estivermos na branch adiciona-botao-login e quisermos mesclar o código desta branch com o código desenvolvido na branch main, podemos executar o comando merge desta forma:

1
git merge main

Desta forma, as alterações da branch main serão mescladas com a branch atual adiciona-botao-login

Feito isso, podemos atualizar o servidor remoto com o comando git push:

1
git push {nome servidor remoto} {branch}

Por padrão o servidor remoto se chamada origin.

Portanto, se quisermos atualizar a branch remota adiciona-botao-login podemos executar o comando desta forma:

1
git push origin adiciona-botao-login

Conclusão

Nesse post você aprendeu como utilizar os principais comandos do dia a dia de trabalho com o Git!

Saber utilizar o Git é crucial para sua carreira de Pythonista de sucesso!

Se ficou com alguma dúvida, fique à vontade para deixar um comentário no box aqui embaixo! Será um prazer te responder! :wink:

#newsletter Olá :wave: Curtiu o artigo? Então faça parte da nossa Newsletter! Privacidade Não se preocupe, respeitamos sua privacidade. Você pode se descadastrar a qualquer momento.