Como Instalar o Python no Windows

Curso de Python

Olá, futuro Pythonista!

No post de hoje vamos começar a nossa jornada com essa linguagem que tem arrebatado tantas pessoas pelo mundo: seja bem vindo!!! :punch:

Se você está aqui, provavelmente não precisa de maiores motivações, mas é sempre bom lembrar que Python é uma ótima linguagem para se aprender por vários motivos.

Quer saber quais são esses motivos? Então clica aqui e veja 5 motivos para aprender Python AGORA!

Vá Direto ao Assunto…

Instalação Tradicional versus Anaconda

Galera, neste mini tutorial veremos duas formas de instalar o Python na sua máquina Windows: Python básico e a distribuição Anaconda.

“Acuma?? Que diabos é Anaconda?”

Vocês verão que quando instalamos o Python raiz, basicão, ele é bem “seco” e temos que instalar até as bibliotecas e funcionalidades mais básicas.

Já a distribuição Anaconda é um pacotão que já traz bastantes bibliotecas, principalmente àquelas relacionadas à ciência de dados!

Se você quer partir logo pro Anaconda, continue a seguir e não perca tempo! Se quiser instalar a versão básica, vá para a seção seguinte que vamos detalhar tudo que precisa pra ter a versão mais “enxuta”.

“Então quer dizer que o Anaconda é bem melhor!!”. Devagar com andor, padawan, na verdade com o passar do tempo podemos até preferir a versão mais básica de instalação para ter um controle melhor de quais as bibliotecas estão instaladas no ambiente.

Com o uso de ambientes virtuais a coisa fica mais organizada e podemos utilizar diferentes versões de bibliotecas e instalações para cada projeto.

Se quer saber mais sobre o uso de ambientes virtuais já abre esse post em uma nova aba pra pular pra lá depois de terminar aqui! :wink:

Python já está instalado??

Primeiro vamos testar se você já tem o Python instalado na máquina. No Linux normalmente já está instalado, por exemplo! Abra o prompt de comando e rode o comando abaixo:

1
$ python --version

Se estiver instalado, você verá algo como:

1
Python 3.8.3

Se aparecer, ótimo, se não, bão tamém: vamos seguir adiante com a instalação!

Instalação Anaconda

Primeiro, acesse o site do Anaconda, vai parecer mais ou menos assim:

Anaconda

Em seguida, clique em Download e ele vai jogar você lá pro final da página para escolher a versão para o seu sistema operacional. Baixe a versão Python 3 mais nova correta para seu sistema operacional e arquitetura.

Opções Download Anaconda

Após o download é só clicar e dar next, next, next… mamão com açúcar!

Como dissemos lá no início, o Anaconda já traz um monte de bibliotecas prontinhas pra usar: é a forma mais fácil e rápida de ter o Python na sua máquina!!

Se já quiser começar a testar, pula pra seção “primeiros comandos” depois de “Instalação Básica”.

Instalação Tradicional

Estou dizendo que um é melhor que o outro? Claro que não!

Tudo depende da necessidade, eu mesmo há algum tempo prefiro a instalação básica do Python para ter um controle maior sobre o que tem instalado no meu ambiente.

Para não confundirmos versões, até pouco tempo atrás havia muita dúvida com relação a que versão do Python usar, a 2 ou a 3.

Hoje já é bastante unanimidade: USE A VERSÃO 3!

Claro que se você vai dar manutenção em um projeto legado, escrito em Python 2, você - infelizmente - terá que instalar o Python 2 :sob:

Agora… Mãos à obra!

Instalando o Python

Primeiro, acesse o site oficial do Python e procure pela versão 3 mais nova (3.8 no fechamento desta edição). O site aparecerá mais ou menos assim:

Python.org

Seleção de Sistema Operacional

Baixe a versão para o Windows, e execute:

Opções de Download Python.org

Opções de Instalação

Aqui você pode mudar o local padrão de instalação, não recomendo fazer isso nesse momento.

Uma opção interessante para assinalar é adicionar o Python ao PATH, assim o comando “python” vai funcionar em qualquer prompt que você abrir.

Instalação

Prontinho!! Agora você tem o Python instalado na sua máquina, faça bom proveito e… calma!

A Python Academy vai ensinar mais umas coisinhas pra deixar você pronto pra começar seu aprendizado.

Como o Python básico vem bem magrinho magrinho, é interessante instalar umas bibliotecas. É assim que o aprendizado vai se aprimorando.

Para deixar o Python apto a instalar novas funcionalidades, utilizamos o principal gerenciador de bibliotecas: o pip.


:nerd_face: Quer fazer um curso COMPLETO de Python, do Básico ao Avançado, com Acesso Vitalício, Suporte individual e personalizado, com CERTIFICADO PROFISSIONAL e com 7 DIAS DE GARANTIA?

:point_right: Então clique aqui e confira nosso curso parceiro da Python Academy!


Instalando o pip

O pip funciona como um apt-get no Linux, ou um gem para Ruby, npm para Node e assim por diante: é nosso gerenciador de bibliotecas Python.

Como nosso Python vem bem magrinho, temos que ter o pip instalado para dar uma turbinada!

Vamos então para os passos para ter o pip na sua máquina:

Primeiro, acesse o site para baixar o script de instalação do pip:

Website pip

“Nossa! Que site feio!”

Calma, é que já mandei vocês direto ao ponto! Clique com botão direito para salvar o arquivo get-pip.py em algum local da sua máquina.

Guarde bem esse local que ele vai ser importante.

Em seguida, no seu prompt, vá até a pasta onde baixou o arquivo get-pip.py (comando cd com o caminho para a pasta) e digite o comando:

1
$ python get-pip.py

Esse comando vai baixar e instalar o pip.

O pip dá mais poder ao Python, possibilitando o uso de diversas bibliotecas incríveis.

Por exemplo, quer utilizar o framework Django para desenvolvimento web?

Basta instalá-lo com pip install django!

Melhor ainda, você pode baixar nosso ebook gratuitamente sobre Desenvolvimento Web com Django e levar pra onde quiser!

Aproveita :point_down: :point_down: :point_down:!

Ebook GRÁTIS

DESENVOLVIMENTO WEB COM PYTHON E DJANGO

Capa Ebook Desenvolvimento Web com Python e Django

Conteúdo:

  • :point_right: Veja como modelar sua aplicação
  • :point_right: Utilize a robusta API de Acesso a Dados do Django
  • :point_right: Aprenda sobre Class Based Views
  • :point_right: Construa Middlewares próprios
  • :point_right: Desenvolva filtros e tags customizados para criar lindos templates

Agora que você tem o pip instalado, recomendo FORTEMENTE que você aprenda o conceito de ambientes virtuais de desenvolvimento para que sua máquina não fique uma bagunça de pacotes e bibliotecas.

Pois, como já disse o sábio Tio Ben: “Com grandes poderes vem grandes responsabilidades” :wink:

agora mesmo para esse post sobre virtualenv e ambientes virtuais e saiba como separar pacotes de projetos distintos, até mesmo executar várias versões do Python ao mesmo tempo!

Primeiros Comandos Python

Se quiserem começar a brincar, tentem o comando abaixo no seu terminal:

1
$ python

Esse comando abre o intepretador Python interativo para você rodar os comandos da linguagem.

Quando aparecer os caracateres “»>” quer dizer que ele está pronto para receber os comandos!

A cada comando tecle “Enter” para que seja executado:

1
>>> print("Hello Python World com a Python Academy!!")
1
Hello Python World com a Python Academy!!

Você pode incluir qualquer comando da linuagem para experimentar:

1
>>> 3 + 2
1
5

Conclusão

E acabamos por aqui, galera!!

Molezinha ou burocrático? Saibam que instalar o Python às vezes é mais dificil que começar a programar nessa linguagem linda.

Teremos toda a sequência de posts para vocês iniciarem na programação Python desde o princípio até serem desenvolvedores web e/ou cientistas de dados!

Vamos juntos que o caminho é longo, mas possível e gratificante!

Um abraço e até a próxima.

Gostou do conteúdo? Compartilha aí!