Como Instalar o Python no Linux

Que tal um curso que reúne Programação Python,
Projetos Reais e Dicas de Carreira?

Fala Dev! Está pronto pra iniciar sua jornada no mundo do Python? :rocket: :rocket: :rocket:

Eu sei que está! Então conte conosco nessa caminhada! :punch:

Mas primeiro, vamos do começo, certo?!

Sem o Python configurado em nossa máquina, não tem como fazer mágica, não é mesmo?

Portanto, vamos começar instalando o Python no Linux (caso esteja interessado na configuração em máquinas Windows, então já clica aqui para ir direto ao post!).

Vá Direto ao Assunto…

Verificando se o Python já está instalado

Como você está utilizando o Linux, há grande chance de sua distribuição já possuir o Python instalado. Vamos verificar!

Abra o terminal e rode o comando abaixo:

1
$ python3 --version

Se estiver instalado, você verá algo como:

Versão do Python

Se aparecer, ótimo!

Caso contrário: vamos continuar com a instalação!

Instalando o Python através de Gerenciadores de Pacote

Podemos instalar o Python através dos Gerenciadores de Pacotes das distribuições Linux, por exemplo apt-get (Debian, Ubuntu) ou yum (RedHat, CentOS).

Utilizando o apt-get

Para instalar o Python utilizando o apt-get, abra um terminal e rode o comando:

1
$ sudo apt-get install python3

Utilizando o yum

Para instalar o Python utilizando o yum, abra um terminal e rode o comando:

1
$ sudo yum install python3

Outras distribuições

Caso sua distribuição utilize um gerenciador de pacotes diferente dos dois acima, você pode ver como realizar a instalação através da página de downloads do Python.

Utilizando a versão mais recente

Caso você queira utilizar a versão mais recente do Python e caso a mesma não esteja disponível no Gerenciador de Pacotes de sua distribuição, você pode compilar os fontes do Python!

São apenas alguns passos e você terá acesso à todas as novas funcionalidades liberadas pela linguagem!

Para isso, siga o passo a passo seguir:

Download dos fontes

Primeiro, acesse o site do Python, vá para página de Downloads e clique no botão “Download Python X.Y.Z”, (Python 3.9.1, atualmente):

Página de Downloads

Após ter feito o download do .tar.xz dos fontes do Python, descompacte-o e entre na pasta Python-X.Y.Z/.

Compilação

Para compilar o código-fonte do Python, será necessário ter instalado, pelo menos, duas ferramentas de compilação: o gcc (compilador C) e o make (ferramenta de compilação).

Faça isso através do Gerenciador de Pacote de sua distribuição (apt-get ou yum, geralmente):

1
$ sudo apt-get install gcc make

ou

1
$ sudo yum install gcc make

Na raiz da pasta Python-X.Y.Z/, rode o utilitário configure, opcionalmente com a opção flag de compilação --enable-optimizations (para habilitar otimizações na compilação).

1
$ ./configure --enable-optimizations

Com os fontes compilados, rode a sequência de comandos abaixo de forma sequencial para finalizar a instalação:

1
2
3
$ make
$ make test
$ sudo make install

Viu, nem foi tão complicado! (Eu espero :grin:)

Agora vamos testar sua instalação!

Digite python3 --version, a saída deve ser:

1
Python 3.9.1

Agora abra o Terminal Interativo do Python, simplesmente digitando python3.

Nele você pode brincar com a linguagem, digitando códigos simples para teste, por exemplo:

Terminal interativo

Você sabia que Python tem um Easter Egg? :rabbit:

Abra o terminal interativo do Python, e digite import this e veja o que acontece!

Dica, começa com “Zen” e termina com “of Python” :sweat_smile:

Quer saber o que significa cada Zen? Então já clica aqui e descubra mais!

Instalando o pip

O pip funciona como um apt-get no Linux, ou um gem para Ruby, npm para Node e assim por diante: é nosso gerenciador de bibliotecas Python.

O pip dá mais poder ao Python, possibilitando o uso de diversas bibliotecas incríveis.

Por exemplo, quer utilizar o framework Django para desenvolvimento web?

Basta instalá-lo com pip install django!

Melhor ainda, você pode baixar nosso ebook gratuitamente sobre Desenvolvimento Web com Django e levar pra onde quiser!

Aproveita :point_down: :point_down: :point_down:!

Ebook GRÁTIS

DESENVOLVIMENTO WEB COM PYTHON E DJANGO

Capa Ebook Desenvolvimento Web com Python e Django

Conteúdo:

  • :point_right: Veja como modelar sua aplicação
  • :point_right: Utilize a robusta API de Acesso a Dados do Django
  • :point_right: Aprenda sobre Class Based Views
  • :point_right: Construa Middlewares próprios
  • :point_right: Desenvolva filtros e tags customizados para criar lindos templates

Vamos então para os passos para ter o pip na sua máquina:

Primeiro, verifique se o pip já não está instalado em sua máquina (há uma grande possibilidade de já ter sido instalado):

1
$ pip --version

Se o comando mostrar a versão do pip instalada, você já está com tudo pronto para começar sua jornada!

Caso contrário, siga por aqui:

Primeiro, acesse o site para baixar o script de instalação do pip:

Website pip

“Nossa! Que site feio!”

Calma, é que já mandei vocês direto ao ponto! Clique com botão direito para salvar o arquivo get-pip.py em algum local da sua máquina.

Guarde bem esse local que ele vai ser importante.

Em seguida, em seu terminal, vá até a pasta onde baixou o arquivo get-pip.py (comando cd com o caminho para a pasta) e digite o comando:

1
$ python get-pip.py

Esse comando vai baixar e instalar o pip.

Outra forma de utilizar o pip, é utilizando o Gerenciador de Pacotes de sua distribuição Linux, contudo essa versão - geralmente - não é a mais atualizada.

Para isso, dependendo de sua distribuição, utilize o apt-get:

1
$ sudo apt-get install python3-pip

ou o yum:

1
$ sudo yum install python3-pip

Agora, recomendo FORTEMENTE que você aprenda o conceito de ambientes virtuais de desenvolvimento para que sua máquina não fique uma bagunça de pacotes e bibliotecas.

Experiência própria: não deixe isso acontecer! Sério, é um saco! :weary:

agora mesmo para esse post sobre virtualenv e ambientes virtuais e saiba como separar pacotes de projetos distintos, até mesmo executar várias versões do Python ao mesmo tempo!

Conclusão

Galera, é isso!

Agora que você tem o Python e o pip instalado, ninguém te para meu chapa! :wink:

E lembre-se, conte sempre com a Python Academy nessa jornada!

Gostou do conteúdo? Compartilha aí!

Que tal um curso que reúne Programação Python,
Projetos Reais e Dicas de Carreira?